O vice-presidente da Gocil, Welder Peçanha avalia que o ministro Joaquim Levy tenta fazer sua parte, levando o Brasil para um caminho melhor. "Será um ano difícil, porém o Governo precisa fazer o restante".

Para ele, o Governo precisa participar reduzindo custos da máquina, tentar diminuir o número de ministérios e buscar uma equação melhor para o Brasil. Desta forma, teríamos o "Brasil que Queremos".

Peçanha diz ainda que reforma política é um caminho e que a reforma tributária, mais para frente, será necessária. "Precisamos parar de apagar incêndio e fazer um planejamento a longo prazo", brada sobre situação atual do país.