Juiz autoriza depoimentos de 42 testemunhas no processo do “quadrilhão do MDB”

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2018 19h16
EFE/ Joédson AlvesProcesso apura se integrantes do partido próximos ao presidente Temer formaram uma organização criminosa para desviar recursos de órgãos públicos

Nesta segunda-feira (16), o juiz Marcus Vinicius Reis, da 12ª Vara da Justiça Federal em Brasília, atendeu a um pedido do Ministério Público Federal e autorizou a coleta de depoimentos de 42 testemunhas envolvidas no processo do chamado “quadrilhão do MDB”, que apura se integrantes do partido formaram uma organização criminosa para desviar recursos de órgãos públicos.

Na lista dos nomes que serão ouvidos pelo MP, destacam-se o ex-ministro Antônio Palocci, o empresário Marcelo Odebrecht, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, o operador Fernando Baiano e o ex-senador Delcidio do Amaral.

Já entre os réus da ação, aparecem os nomes dos ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves, do ex-coronel da Polícia Militar de SP João Batista Lima, o advogado José Yunes e o ex-assessor da Presidência Rodrigo Rocha Loures. Os três últimos são próximos ao presidente Michel Temer.

A expectativa do Ministério Público é que as testemunhas forneçam maiores informações sobre o suposto esquema de propina do partido.