Temer decide ir ao Sírio-Libanês para fazer o retorno também no cardiologista

  • Por Estadão Conteúdo
  • 11/01/2018 14h39
Divulgação/TV NBrPresidente Michel Temer faz caminhada no Palácio do Jaburu acompanhado de seguranças no último dia 4

O presidente Michel Temer decidiu ir ao Hospital Sírio-Libanês e, segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência, aproveitará o retorno na urologia para também fazer consultar com o cardiologista, já que também se submeteu nos últimos meses à colocação de stents para a desobstrução de artérias.

Além da consulta com o urologista Miguel Srougi, para uma reavaliação de seu quadro clínico depois de ser submetido a uma cirurgia para desobstrução do canal urinário e uso de sonda por algumas semanas, Temer também deve se consultar com o cardiologista Roberto Kalil.

Temer decolou para São Paulo por volta de 13h30, mas a assessoria de imprensa não informou o horário das consultas. A previsão é que Temer fique pelo menos até sexta-feira em São Paulo. Também está previsto um encontro com o advogado Antonio Claudio Mariz.

Questionado sobre sua saúde, Temer disse nesta quinta que está “ótimo”, “embora toda hora queiram me matar”.