0:00
0:00

Senador do PT diz que acusações de Joesley enfraquem “‘ainda mais o governo”

  • Por Estadão Conteúdo
  • 17/06/2017 16h38 - Atualizado em 29/06/2017 00h39
Agência BrasilAgência BrasilHumberto Costa

O senador Humberto Costa (PT-PE) avaliou que a acusação do dono da JBS, Joesley Batista, de que o presidente Michel Temer é o “chefe de uma organização criminosa” deve dificultar a sua permanência no cargo.

“Essa acusação só faz enfraquecer ainda mais o governo que está sem nenhuma condição de permanecer no poder do ponto de vista político e ético”, afirmou Costa. 

Para ele, as denúncias contra Temer são “extremamente graves”. “O mais grave de tudo é que ele (Joesley) apresentou, desde o acordo de delação (premiada), um conjunto de provas. Isso tudo é muito assustador.”

Costa considerou ainda que a delação premiada da JBS foi “arrasadora” para o PMDB e o PSDB. Sobre as acusações de Joesley de que o PT teria “institucionalizado” a corrupção, o senador afirmou que são de “uma fragilidade imensa”.