0:00
0:00

Moro prova que seriedade de um homem pode mudar a história

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2017 15h10
José Cruz/Agência BrasilO juiz condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão

A sentença de Sergio Moro contra o ex-presidente Lula, condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro foi celebrada por Augusto Nunes, na tarde desta quarta-feira (12). Segundo comentarista do Morning Show, o juiz provou que a seriedade de um homem pode mudar a história.

“Ele fez o que deveria ser feito (condenar o Lula). Como o Brasil é primitivo na política, o Moro é tratado como herói, o que ele recusa. A seriedade de um homem pode mudar a história. Eu acho que jovens juízes vão querer ser um Sergio Moro. Ele representa a seriedade que a justiça deve ter”, opinou.

Nunes ressalta que a sentença contra o petista representa o triunfo da justiça sobre diversos adversários, passando por advogados, militantes e as próprias atitudes de do ex-presidente.

“A sentença, para resumir o que penso, é o triunfo da justiça sobre vários adversários. O cinismo obsceno do Lula, ameaças do PT, bravatas dos sindicalistas, provocações dos bacharéis do Instituto Lula e afrontas dos advogados sem pudor”, afirmou.

O jornalista ainda dá destaque para a Lava-Jato, que segundo ele demonstra a sua força com a condenação de Lula e reforça a sua eficácia.

“Isso (a condenação) configura a vitória da Lei sobre malandros dos três poderes e de quem duvidava da eficácia da Lava Jato. O que aconteceu com lula foi o que acontece em todos os países com criminosos. Moro é um homem correto e prendeu o Lula como um criminoso”, concluiu.