O oportunista disfarçado de ativista escancarou a trama contra William Waack

  • Por Jovem Pan
  • 07/12/2017 11h27

Reprodução

O jornalista segue aguardando os desdobramentos do episódio, em contrapartida, segue no palco, eufórico com a notoriedade, o operador de câmera Diego Rocha

Interpretando simultaneamente os papeis de Sherlock, promotor e juiz, o diretor de Jornalismo da Globo, Ali Kamel, precisou de alguns minutos para abrir e fechar o caso William Waack. Ele decidiu que a frase dita pelo suspeito em um vídeo gravado há mais de um ano bastava para o encerramento das investigações. Convencido, o promotor Kamel determinou o afastamento do jornalista. Foi atendido de imediato pelo juiz Kamel. Por conhecer o jornalista William Waack, Boni o absolveu e disse que não faria o mesmo que fez Ali Kamel. O jornalista segue aguardando os desdobramentos do episódio, em contrapartida, segue no palco, eufórico com a notoriedade, o operador de câmera Diego Rocha. Nesta terça-feira, ele tirou uma foto no estúdio da Globo, segundo ele, após ter passado no RH da empresa.

Confira o comentário completo de Augusto Nunes: