Pedido para reforçar segurança em Porto Alegre é desnecessário

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2018 07h41
ReproduçãoReproduçãoO pedido foi feito pelo prefeito da capital gaúcha, Nelson Marchezan Júnior, que teme confrontos e riscos à ordem pública no dia 24 de janeiro

Governo federal descarta enviar homens do Exército para manter segurança em Porto Alegre, durante o julgamento de Lula na segunda instância.

O pedido foi feito pelo prefeito da capital gaúcha, Nelson Marchezan Júnior, que teme confrontos e riscos à ordem pública no dia 24 de janeiro.

“Eu acho que o pedido foi desnecessário, é impertinente. Natural a Polícia Militar para garantir a ordem e ponto final. Não é necessário, é fácil garantir a ordem; segundo, PT promete e não cumpre grandes manifestações”, diz Augusto Nunes.

Confira o comentário completo: