TRF4 demoliu monumento ao cinismo erguido pela farsa de que Lula é perseguido político

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2018 09h27
Ricardo Stuckert/Fotos PúblicasCom sequência de ofensivas arrasadoras e exemplarmente afinadas, os três desembargadores demoliram o monumento ao cinismo erguido pela farsa do “Lula perseguido político”

No vídeo que estreou há poucos dias e já saiu de cartaz nesta quarta-feira, expulso pelo que houve em Porto Alegre, artistas condenados ao papel de coadjuvante declamam frases extraídas do palavrório da defesa de Lula: “cadê as provas?”. Pois, as provas sempre estiveram na sentença de Sergio Moro, descobriram os devotos do petista ao longo do julgamento neste 24 de janeiro. Com sequência de ofensivas arrasadoras e exemplarmente afinadas, os três desembargadores demoliram o monumento ao cinismo erguido pela farsa do “Lula perseguido político”, pela miopia malandra dos que se negam a enxergar provas situadas a um palmo do nariz e pela vigarice que tenta transformar em golpe eleitoral o mero cumprimento da lei.

Confira o comentário completo de Augusto Nunes: