0:00
0:00

Coreia do Norte e o conhecimento do mal

  • Por Caio Blinder/Jovem Pan
  • 08/09/2017 11h10
Agência EFEComo foi possível que este país recluso e que deixa sua população à míngua pudesse ter consagrado uma tecnologia tão sofisticada?

Sempre gera incredulidade acompanhar os espetaculares e tenebrosos avanços do programa nuclear norte-coreano, seus sucessivos testes com bombas e mísseis. Como foi possível que este país recluso e que deixa sua população à míngua pudesse ter consagrado uma tecnologia tão sofisticada?

Existem fatores como fanatismo e falta de escrúpulos. Afinal, tudo é mais fácil em uma ditadura além da imaginação como é o caso da dinastia Kim. No entanto, este avanço vertiginoso, como a capacidade de fabricar a bomba de hidrogênio e 18 testes com mísseis balísticos somente neste ano, ocorrem em meio aos esforços internacionais para cercear a Coreia do Norte.

Claro que existe o know-how acumulado pelo regime norte-coreano em sua busca de seis décadas de.um arsenal nuclear. Nos anos 50, havia a tecnologia e os especialistas enviados pelos patronos soviéticos. Mas tarde, a assistência chinesa.

Em tempos mais recentes, os norte-coreanos investiram na cooperação com outros países em desenvolvimento, igualmente ambiciosos, como Irã e Paquistão. E nunca foram medidos esforços para comprar tudo e todos no mercado negro.

No entanto, a questão-chave é explicar este espetacular avanço nuclear mais recente. E uma pista está nos dados recolhidos pelo Wall Street Journal. É o conhecimento trazido para casa por cientistas norte-coreanos que foram estudar no exterior, em especial na China, em aparente violação de sanções da ONU que proíbem que certos tópicos sejam ensinados ao pessoal do país de Kim Jong-un

Centenas de cientistas norte-coreanos estudaram no exterior nos últimos anos, tirando proveito do conhecimento do chamado “uso duplo, ou seja, com aplicações civis e militares.

É tanto conhecimento acumulado que existem evidências de que de fato a Coreia do Norte já fabrica os motores para os seus foguetes. Kim Jong-un bravateia que a bomba de hidrogênio é totalmente produção local. Quem sabe, devamos acreditar.

A despótica e faminta Coreia do Norte é uma catedrática do know-how do mal.