Mais um rasto de sangue na história política americana. O importante deputado republicano Steve Scalise foi alvo de atentado a tiro e, felizmente, o único que morreu foi o próprio atirador, uma vez que o congressista tinha guarda-costas.

O atirador era um partidário de Bernie Sanders, o radical de esquerda que perdeu para Hillary Clinton, nas primárias democratas. Ele sempre demonstrou ódio contra republicanos e o presidente dos EUA, Donald Trump.

É um desafio para qualquer presidente adotar uma postura acima do tribalismo político e do clima de radicalização que aumenta no país.

O incidente trouxe discussão sobre o porte de armas e é inevitável a politização de um fato como esse.

Assista ao comentário completo de Caio Blinder no Jornal da Manhã desta quinta (15):