Liminar que impede Cristiane Brasil de assumir o cargo é uma afronta

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2018 10h35
Gilmar Felix/Câmara dos DeputadosSão conhecidas as razões pelas quais alguém não pode ser ministro. Ter condenação trabalhista contra si não está entre elas. Ainda há leis no Brasil, embora não faltem juízes dispostos a ajustá-la ao ativismo

São conhecidas as razões pelas quais alguém não pode ser ministro. Ter condenação trabalhista contra si não está entre elas. Ainda há leis no Brasil, embora não faltem juízes dispostos a ajustá-la ao ativismo, vereda aberta para atuação de justiceiros. O que dizer de sentença judicial que se baseia em especulação pessoal sobre se um indicado tem ou não estatura moral para ser ministro? Em que código está escrito que um magistrado tem licença para isso, para fazer proselitismo. A escolha de um ministro, goste ou não é prerrogativa do presidente da República e só pode ser derrubada se violada as condições claramente dispostas em lei. Não é o caso de Cristiane Brasil, legalmente apta a ser ministra. Goste-se ou não dela, a liminar que a impede de assumir o cargo é uma afronta.

Confira o comentário completo de Carlos Andreazza: