0:00
0:00

Não se engane: há método na desordem da reforma política

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2017 11h16
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil"Pouco importa como será o modelo de voto; eles não estão nem aí", diz Andreazza

A bagunça em que consiste a reforma política pode dar a impressão que os políticos não sabem o que querem, mas eles sabem, sim. Não se engane. Há método na desordem. Pouco importa como será o modelo de voto. Eles não estão nem aí. Eles já conseguiram o que queriam: o financiamento público de campanha.

Confira o comentário completo de Carlos Andreazza: