O sindicalismo judicial vestido de “isentão”

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2018 11h10
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilA ideia é mostrar que todos os políticos são igualmente corruptos. É o ativismo judicial, o sindicalismo judicial vestido de “isentão”

Altamente conflagrada e politizada, a prisão de Lula deve precipitar o que se chama de resposta do sistema judicial brasileiro contra o outro lado. A cada ação contra a esquerda, vem uma ação contra a direita. A ideia é mostrar que todos os políticos são igualmente corruptos. É o ativismo judicial, o sindicalismo judicial vestido de “isentão”. Crescem, por essa lógica, as chances de uma nova denúncia contra Michel Temer.

Confira o comentário completo de Carlos Andreazza: