A seita petista terá de racionar a mortadela

  • Por Jovem Pan
  • 12/01/2018 11h38

Victor LaRegina/Jovem Pan

Considerando que os petistas pretendem levar 30 mil militantes para Porto Alegre, isso garante apenas 3 reais e alguns quebrados para cada um

Na tentativa de turbinar as manifestações a favor de Lula no dia do julgamento pelo TRF4, em Porto Alegre, o PT está pedindo dinheiro em uma vaquinha virtual que aceita todas as formas de pagamento.

Isso mesmo: os interessados em ajudar podem marcar as opções de doação de valores de R$ 25 a R$ 2 mil nos cartões de crédito, débito ou boleto.

É a mortadela no cartão.

O site, que também é hashtag, #comlulaemportoalegre foi divulgado pelo partido na última sexta-feira.

Ele informa que o colaborador pode doar até o limite de 10 por cento do rendimento bruto recebido no ano anterior à doação.

Em paralelo, o PT também toca outra vaquinha virtual, que, segundo o partido, é “em defesa da democracia e de Lula candidato”.

Relembro que a criadora dessa vaquinha é a petista Misiara Oliveira, de Santa Maria, que já foi condenada por improbidade administrativa em 2016 pela 3ª turma do próprio TRF4, o mesmo tribunal que vai julgar Lula.

Segundo a desembargadora Marga Inge Barth Tessler, relatora do caso, Misiara “valeu-se da sua condição de pessoa pública” com “intuito fraudulento” ao indicar uma ONG “fantasma” para intermediar o uso de verba pública para projetos sociais.

É a cara do PT, não é mesmo?

O objetivo da vaquinha da condenada em favor do condenado é arrecadar 300 mil reais.

Até agora, foram arrecadados 111 mil reais, pouco mais de um terço da meta.

Considerando que os petistas pretendem levar 30 mil militantes para Porto Alegre, isso garante apenas 3 reais e alguns quebrados para cada um.

Considerando, também, que o julgamento começa às 8h30 da manhã do dia 24 desse mês de janeiro, e há 7 réus envolvidos, provavelmente a turma vai precisar, no mínimo, de café-da-manhã e almoço.

Por enquanto, é pouco o dinheiro para um dia de alimentação.

A seita petista terá de racionar a mortadela.