Temer precisa mesmo é de um milagre

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2017 13h03
Lula Marques/Agência PTO presidente conta hoje com cerca de 260 deputados e quer pelo menos 300 para mostrar alguma força no plenário

Na contagem regressiva para a volta aos trabalhos no Congresso Nacional, o clima é de apreensão dentro da base aliada do Governo de Michel temer.

A pesquisa CNI/Ibope, que mostra que a popularidade do presidente despencou para os mesmos níveis que Dilma Rousseff tinha pouco antes de sofrer o impeachment, fez alguns parlamentares que tinham prometido fidelidade a Temer voltarem atrás.

O presidente conta hoje com cerca de 260 deputados e quer pelo menos 300 para mostrar alguma força. Mas, com 5% de aprovação, as possibilidades de traição dentro da base são cada vez maiores.

Pesquisas nunca são 100% confiáveis, mas qualquer criancinha sabe que Temer está com a popularidade abaixo da linha da miséria.

Então os deputados começam a refazer as contas. Ninguém quer deixar o pescoço na guilhotina para ajudar Temer. O desgaste pode não compensar, em especial um ano antes da eleição. Por isso Temer entra em ação direta, no corpo a corpo com os deputados. Hoje, o presidente tem votos para escapar da denúncia, mas vem aí uma nova denúncia de Rodrigo Janot, que é fraca, mas a questão é toda política.

E o Congresso fará a política toda esa confusão mais um corredor polonês que está sendo montado por Janot, que faz mutirão para fechar um pacote de novas delações até setembro, quando deixa a PGR.

Os ventos são os piores possíveis para Temer. Para ele sobreviver a esse temporal, precisará mais do que habilidades políticas e enxurrada de emendas para comprar votos. Temer precisa mesmo é de um milagre.

Assista ao comentário completo de Joice Hasselmann: