O comentarista José Nêumanne Pinto diz que é um absurdo que o Brasil tenha o presidente da Câmara sob suspeita. "É um absurdo que ele seja deputado, que ele presida a Câmara e que esteja no comando do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff". Para Nêumanne, isso não mancha o processo, mas Janot cumpre seu dever quando pede seu afastamento do cargo. No entanto, ele estranha que o ministro do STF, Teori Zavascki não tenha aceito que a PF fizesse uma devassa na casa de Renan Calheiros, que também é investigado na Lava Jato.

*Ouça o áudio completo