A Odebrecht obteve benefícios de ao menos R$ 8,4 bilhões com a aprovação de duas medidas provisórias de 2006 a 2015. A informação foi apurada após levantamento feito com base na delação de Cláudio Melo, Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da empreiteira.

O comentarista Joseval Peixoto disse continuar espantado com o valor da lucratividade das empresas com as propinas descobertas na Operação Lava Jato.

“A gente que mexe com Direito já viu coisas incríveis, coisa de ganhar um porquinho, R$ 10, mas R$ 8,4 bilhões? A compra de uma lei no parlamento brasileiro. Isso é de uma indignidade monstruosa”, critica.

Joseval defende ainda a continuidade das investigações: “é um processo duro mesmo, tem que ir fundo. É uma pena que grandes empresas brasileiras tenham tido essa mancha na história, e que não vai se apagar. É uma pena, mas tem que punir”.

Assista ao comentário completo: