0:00
0:00

Inquéritos de Janot já têm o dobro dos ladrões de Ali Babá

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2017 15h00
Marcelo Camargo/Agência BrasilMarcelo Camargo/Agência BrasilRodrigo Janot foi sabatinado em Comissão do Senado por mais de 10 horas
A Comissão de Constituição e Justiça do Senado, sabatina Rodrigo Janot Monteiro de Barros, indicado para ser reconduzido ao cargo de procurador-geral da República (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

“O pedido de abertura de inquérito é uma das coisas mais simples do trabalho de um procurador”, explica o comentarista Joseval Peixoto em seu comentário final do Jornal da Manhã desta segunda-feira.

São 80 pedidos de investigações a partir das delações de executivos da Odebrecht à Lava Jato. 

Joseval lembra também que o arquivamento não transita em julgado. “É uma decisão que fica guardada, arquivada, mas um fato novo pode fazer renascer a causa”.

“A expectativa é grande no Brasil porque são dezenas de políticos da alta República”, diz. Para o comentarista, é impossível fazer necessárias previsões políticas “enquanto não pudermos conhecer quem são esses 80”.

“E olha que é o dobro do Ali Babá. E veja que é apenas a Odebrecht. Fala-se em mais de 200”.

O apresentador diz ainda que “enquanto houver a necessidade de investigação, o sigilo será mantido”.