0:00
0:00

Michel Temer vai ser absolvido

  • Por Jovem Pan
  • 02/03/2017 11h46
EFEEFEMichel Temer EFE

Parece que está havendo uma blindagem ao presidente Temer nos depoimentos sobre o caixa dois da Odebrecht em 2014, ao TSE.

O empreiteiro disse que quatro quintos de um total de R$ 150 milhões foram pagos por meio de caixa dois. Ele negou ter acertado diretamente com ele a doação.

José Yunes falou que foi o mula da história, mas envolvendo diretamente Padilha, não envolvendo Temer.

No campo político, isso não importa, porque a figura de Temer começa a ser arranhada por essas questões.

Mas no campo estritamente penal, isso é relevante. Porque há dúvida, e a dúvida favorece ao réu, Michel Temer deve ser absolvido. No livro “A lógica das provas em matéria criminal”, o processo-crime é matéria muito séria, nada dele pode ser ampliável, anfibiológico. Tudo deve ser tão certo quanto a grandeza algébrica.

No livro Dos Delitos e das Penas, Beccaria diz que suas mãos tremeriam em condenar alguém sem a certeza da culpabilidade.

Temer vai ser absolvido.