O Palácio do Planalto entende o aumento da impopularidade de Michel Temer como um reflexo das más notícias da economia, principalmente.

Não se cogita a renúncia do presidente, desejada por 63% da população, de acordo com pesquisa Datafolha, e governo quer se segurar como pode até 2018.

Um tucano fala que eles vão "reforçar a pinguela", ponte bamba usada como ilustração ao governo Temer por FHC em entrevistas recentes.

Com tábuas a mais e pregos, os aliados de Temer no PSDB sabem que o governo não vai ficar muito instável, mas acreditam que conseguem empurrar o governo com a barriga, desde que cumpra o mínimo necessário para a economia até 2018.

Assista ao comentário de Vera Magalhães com a discussão completa com Marco Antonio Villa, Denise Campos de Toledo e Joseval Peixoto: