0:00
0:00

Assista ao vivo

Se ministra acha que teto constitucional não é razoável, pode pedir demissão

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2017 10h03

Reprodução/Facebook

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, desistiu nesta quinta-feira do pedido que fez para acumular seu salário de aposentada como desembargadora ao de ministra

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, desistiu nesta quinta-feira do pedido que fez para acumular seu salário de aposentada como desembargadora ao de ministra. Ela receberia algo que é considerado o dobro do teto do funcionalismo público. Ela disse que seu trabalho poderia ser caracterizado como “escravo” e que sem os dois salários ela não teria como se manter.

Assista ao comentário completo de Marcelo Madureira: