Não se fala, não se vê nem se escuta outra coisa. Os depoimentos de Marcelo Odebrecht são chocantes e reveladores.

Você pode não acreditar no coelhinho da Páscoa, mas ninguém desconfia na veracidade do que o empresário baiano revelou ao juiz Sergio Moro.

O mais chocante talvez é um simpático sotaque baiano servindo para revelar de forma prosaica os maiores crimes jamais cometidos contra o povo brasileiro. E o pior: por aqueles que se diziam seus guardiões e justiceiros.

Demagogos, incompetentes, populistas e ladrões: é isso que eles são.

E não nos esqueçamos que se tratava de um consórcio político entre o PT e o PMDB, fora outros partidecos de guarnição.

Creio, que para ter o mínimo de governabilidade, o presidente Temer deveria demitir os ministros e convocar um grupo de brasileiros capazes e acima de qualquer suspeita para forçar esse parlamento de desqualificados e corruptos a votar as reformas necessárias do jeito que elas devem ser.