A absurda decisão do STF: uma confusão generalizada

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2017 07h53
Rosinei Coutinho/SCO/STFMinistra Cármen Lúcia preside sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato

STF decide que afastamento de parlamentares precisa do aval do Congresso Nacional.

A Côrte definiu que pode impor medidas cautelares, mas que o Legislativo dará a palavra final caso a decisão afete o exercício pleno do mandato.

Marco Antonio Villa comenta: É inacreditável o STF se submeter à vontade do Senado. Eles falam por horas e horas e, no final, foi uma coisa patética.

Após o empate em 5 a 5, ninguém entendeu o voto da presidente do Supremo.

Uma hora e 10 para fazer um rascunho. Uma decisão vergonhosa.