Três anos após a Copa do Mundo no país, o que ficou de legado além do 7 a 1 no jogo contra a Alemanha? “Nada”, critica Marco Antonio Villa.

“Deixou dívidas, dívidas e mais dívidas. Estádios que ficarão desocupados, arenas abandonadas”, completa o comentarista.

Para ele, no entanto, o caso mais duro é o relacionado ao templo do futebol brasileiro: o Estádio do Maracanã.

Em estado de abandono, o Maracanã sofre com furtos. A federação de Futebol do Rio de Janeiro fez a denúncia de saques e cobrou uma atitude do Governo.

Foram levados diversos objetos, incluindo um busto de bronze. O Estádio Jornalista Mário Filho foi reformado e modernizado para a Copa do Mundo de 2014 e para os Jogos Olímpicos de 2016, num investimento de R$ 1,3 bilhão.

Marco Antonio Villa ressalta que o que está acontecendo não é passível de esquecimento. “Será que vamos esquecer esse fato? Quem vai ser acionado por isso? Novamente a conta disso tudo vai ficar com o contribuinte brasileiro?”, questiona.

Confira o comentário completo: