Desconfiem da crítica social e política feita pelas escolas de samba

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2018 10h24
EFENada falaram sobre Lula, já condenado em segunda instância, nenhuma representação, nada. E sobre a Dilma? Presidente que sofreu impeachment. Alguma menção a ela? Nada

Curiosa a seletividade das escolas de samba em seus temas e críticas sociais e políticas. Criticaram Marcelo Crivella, Luiz Fernando Pezão, Michel Temer, Sergio Cabral e silenciaram sobre muita coisa. Nada falaram sobre Lula, já condenado em segunda instância, nenhuma representação, nada. E sobre a Dilma? Presidente que sofreu impeachment. Alguma menção a ela? Nada. Em um Estado destruído economicamente pelo petrolão, nenhuma referência à tragédia do Comperj. Silêncio absoluto. Por que não falaram do petrolão? Estranho. Portanto a crítica dirigida a apenas alguns e não ao conjunto chama nossa atenção. Não foi esquecimento.

Confira o comentário completo de Marco Antonio Villa: