0:00
0:00

Distritão não é algo ruim e retira anomalias como as do Tiririca

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2017 10h08
Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrÉ uma discussão importantíssima, mas vai ser aprovada tudo no afogadilho, acredita Villa

A Câmara dos Deputados está discutindo o que eles chamam de reforma política. Em relação a uma das questões está a criação do Distritão, quando os 70 mais votados são os eleitos. Pegando eleição de 2014 e os 70 assentos que SP têm direito, teve alterações em oito. Precisamos pegar dados, indignação, analiticamente, não serve para nada. É necessário analisar os dados e refletir.

A questão dos mais votados, à princípio, não é errada e retira anomalias como a do Tiririca. Não é algo ruim, péssimo, mas o mais importante é chegar ao voto distrital. O voto distrital puro, por exemplo, é um absurdo.

É uma discussão importantíssima, mas vai ser aprovada tudo no afogadilho.

Assista ao comentário completo de Marco Antonio Villa: