Palocci deve quebrar o código de Omertà

  • Por Jovem Pan
  • 21/04/2017 12h57
BRA01. CURITIBA (BRASIL), 26/09/2016.- El exministro de Hacienda de Brasil, Antonio Palocci, uno de los hombres más influyentes en los Gobiernos de Luiz Inácio Lula da Silva y Dilma Rousseff, llega hoy, lunes 26 de septiembre de 2016,a declarar en el caso de corrupción de la Lava Jato donde es acusado de recibir sobornos para intervenir en ambas administraciones en defensa los intereses de la constructora Odebrecht, en Curitiba (Brasil). EFE/HEDESON SILVAEFE/HEDESON SILVAEFE - Ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci chega a Curitiba em prisão temporária para falar à Lava Jato

Antonio Palocci afirma a Sérgio Moro que pode revelar ‘nomes e operações’ para mais 1 ano de Lava Jato.

O ex-ministro foi interrogado na ação em que é acusado de agir no governo federal em favor da Odebrecht entre 2006 e o final de 2013.

Marco Antonio Villa comenta: Fiquei vendo parte do depoimento do Palocci. Quando ele faz aquela declaração no final, está abrindo caminho para a delação premiada.

A lei do Omertá está sendo rompida. Ele está sendo o Tommaso Buscetta, membro da mágia siciliana que colaborou com a Justiça.

O Palocci era do grande escalão petista. Ele era sempre recebido com sorrisinhos. Vamos ver quem sorri por último.