Por apoio à reforma da Previdência, Michel Temer dá desconto de até 80 por cento nos juros das dívidas de Estados e municípios com o INSS.

A medida provisória assinada pelo presidente permitirá ainda o parcelamento do saldo devedor em até 200 parcelas.

“Tudo isso para obter apoio de prefeitos para aprovar a reforma da Previdência. Precisa ver se isso é republicano ou não e até que ponto isso prejudica as contas do Tesouro”, diz Marco Antonio Villa.

Assista ao comentário completo: