Justiça rejeita decisão do Parlamento e mantém Nicolás Maduro no comando da Venezuela.

Nesta segunda-feira, a Assembleia Nacional havia decretado "abandono de cargo" pelo presidente chavista.

“A situação fica cada vez mais grave. O Poder Legislativo de lá diz que o presidente abandonou o cargo. A situação é muito grave na Venezuela. A única saída vai ser um golpe militar, convocar eleições. Mas não é tão simples como das ultimas vezes”, comenta Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo: