0:00
0:00

Admissão de que delação da JBS pode conter irregularidades é derrota política para Janot

  • Por Jovem Pan
  • 05/09/2017 08h25
Lula Marques/AGPTPara a comentarista, se comprovadas as irregularidades, um dos pilares da Operação Lava Jato é colocado em xeque

A admissão de que a delação da JBS pode conter irregularidades aparece como uma derrota política para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

“É muito grave, mostra que a própria conversa gravada com Michel Temer já estava sob a égide desta conversa. Ao meu ver compromete bastante a possibilidade de ele apresentar novas denúncias contra o presidente e pode não só levar à uma rescisão do acordo inteiro como causar imenso prejuízo ao instituto da delação premiada”, diz Vera Magalhães.

Para a comentarista, se comprovadas as irregularidades, um dos pilares da Operação Lava Jato é colocado em xeque.

Mas vale lembrar que uma rescisão é diferente de anulação. Desta forma, com a rescisão, quem perde é a parte faltosa, no caso a JBS e não o Estado. “As provas foram obtidas, ao que tudo indica, mediante orientação de alguém da equipe de Janot, procurador Marcelo Muller. Ele fez isso nos casos de Nestor Cerveró e de Sérgio Machado”, diz a comentarista.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: