0:00
0:00

Imbassahy cogita trocar de partido para permanecer no governo

  • Por Jovem Pan
  • 14/11/2017 08h15

George Gianni/ Divulgação PSDB

Imbassahy (foto) pode ir para o PMDB baiano de Geddel

A tendência é que o desembarque tucano da equipe ministerial de Michel Temer não seja completo. Alguns se agarram ao colete salva-vidas e não abandonam o barco. Aloysio Nunes Ferreira e Antonio Imbassahy pretendem ficar.

Aloysio deve alegar que seu posto não é político.

Já Imbassahy cogita seriamente deixar o PSDB e se filiar ao PMDB da Bahia, de Geddel Vieira Lima. Segundo ministros e aliados tucanos, ele está disposto a assumir o desgaste, até porque o PMDB é uma grande sigla e dispõe de bom tempo de televisão para futuras eleições. As informações são da colunista Jovem Pan Vera Magalhães.

Enquanto isso, o Centrão busca obter mais espaço no ministério de Temer durante a debandada forçada dos tucanos.

A saída do PSDB do governo Temer é forçada e não espontânea. O presidente já havia decidido que cederia à pressão do Centrão.

Um adversário de Bruno Araújo em Pernambuco, outro “cabeça preta” do partido, vinha ganhando espaço devido a sua permanência na pasta.