Atuação de Sepúlveda Pertence no STF fica no limiar entre lobista e parecerista

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2018 11h21
Divulgação/STFA entrada do ex-ministro do STF Sepúlveda Pertence na defesa de Lula tem menos objetivo de efetivamente robustecê-la do ponto de vista jurídico e mais no sentido de reforçar o discurso político

A entrada do ex-ministro do STF Sepúlveda Pertence na defesa de Lula tem menos objetivo de efetivamente robustecê-la do ponto de vista jurídico e mais no sentido de reforçar o discurso político. Pertence tem ligação antiga com Lula e o defendeu em processo na época da Ditadura. No mensalão, já aposentado da cadeira do Supremo, Pertence foi consultado ao longo do processo por petistas. A atuação que Pertence pode fazer no STF fica no limiar entre lobista e parecerista. Ele costuma ser ouvido com atenção e respeito pelos 11 ministros.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: