Decisão de Fachin de negar pedido da defesa de Temer era totalmente esperada

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2017 08h27
Lula Marques/AGPTSegundo a comentarista Vera Magalhães, não cabe juízo de mérito do STF sobre a denúncia neste momento

A decisão do relator da Lava Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, de negar o pedido da defesa de Michel Temer para que a denúncia contra o peemedebista voltasse para a Procuradoria-Geral da República era esperada.

Segundo a comentarista Vera Magalhães, não cabe juízo de mérito do STF sobre a denúncia neste momento. O juízo de mérito é da Câmara. Supremo é espécie de passagem da denúncia. Além disso, Fachin entendeu que outros aspectos que levam à denúncia já estão em discussão no plenário do Supremo e não cabe a manifestação da defesa de Temer.

A intenção da defesa é que a nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, reveja os atos de seu antecessor, Rodrigo Janot, o que “devolveria a bola” para a PGR desconsiderar a denúncia contra Temer.

“Ela deve rever, mas não vai simplesmente anular atos do anterior, porque isso compromete continuidade dos trabalhos”, diz Vera Magalhães.

Assista ao comentário completo: