0:00
0:00

Doria e Alckmin vão tentando construir estrada, por ora, sem romper pontes um com o outro

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2017 08h33
Fábio Vieira/Estadão ConteúdoSP - SESC/24 DE MAIO - VARIEDADES - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito de São Paulo, João Doria, participam da solenidade de inauguração do Sesc 24 de Maio, no centro da capital paulista, neste sábado, 19. 19/08/2017 - Foto: FÁBIO VIEIRA/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDO

Na corrida interna do PSDB – e velada pelos tucanos – o prefeito de São Paulo, João Doria, e o governador Geraldo Alckmin vão tentando construir uma estrada, por ora, sem romper pontes um com o outro.

Ambos começam a realizar movimentações políticas e buscam desestruturar um ao outro em dizer que estão brigados, segundo a comentarista Vera Magalhães. A “guerra fria” entre os dois está cada dia mais difícil de disfarçar com juras de lealdade e vídeos cordiais.

Enquanto Doria passou a defender a antecipação da escolha da nova direção nacional do PSDB, Alckmin prefere aguardar a convenção nacional.

Nas movimentações, Doria incentiva a ascensão da ala jovem do partido, embarcando aliados seus no MBL, incentivando maior presença de jovens prefeitos na Executiva e a renovação dos diretórios municipais e estaduais.

Em reação, Alckmin passou a propagar que na eleição do ano que vem o principal atributo será a experiência. Paralelamente, ele tem procurado a “velha guarda” da sigla em São Paulo para tentar obter apoio. Ele esteve com José Serra, José Aníbal e outros “cabeças brancas” nas últimas semanas.

Assista ao comentário completo de Vera Magalhães: