0:00
0:00

Em semana parada, ministros de Temer mostram falta de coordenação do Governo

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2017 08h17

Reprodução

Em uma semana sem trabalho no Congresso, coube a dois ministros de Temer ocuparem o espaço do noticiário com comentários polêmicos

Em uma semana sem trabalho no Congresso, coube a dois ministros de Temer ocuparem o espaço do noticiário com comentários polêmicos.

Deve ser a água, mas na verdade, não podendo culpar isso, a falta de coordenação entre ministros se dá ao fato de que o Governo deixou de funcionar como uma equipe e ficou apenas voltado para que o presidente se defendesse das denúncias apresentadas contra ele no Congresso.

Passada essa fase, existem várias ilhas autônomas na Esplanada dos Ministérios. Não tem diretriz no Governo. Há muito tempo não se tem uma reunião ministerial. O que tivemos foi um Governo voltado única e exclusivamente para o arquivamento das denúncias.

Os dois ministros mais polêmicos nos últimos dias foram Torquato Jardim (Justiça) e Luislinda Valois (Direitos Humanos). O primeiro disse que há uma relação entre as polícias do RJ e o crime organizado, a segunda, classificou como “trabalho escravo” receber o teto constitucional. Muito tempo livre, muita falta de cobrança de resultados dos ministros e tempo para esse tipo de coisa.

Já passou da hora de o Governo enfrentar a convalescência política e convocar uma reunião ministerial para analisar o que foi feito. A dificuldade para fazer isso, entretanto, é que Temer deverá continuar apagando incêndios.

Assista ao comentário completo de Vera Magalhães: