0:00
0:00

Geddel pode querer se tornar um colaborador para tentar terceirizar essa dinheirama

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2017 08h33
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilPara a comentarista Vera Magalhães, Geddel vai dizer que o dinheiro não era dele

A Polícia Federal terminou a contagem dos valores apreendidos no bunker ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. Foram apreendidos R$ 51 milhões. O dinheiro será depositado em uma conta judicial. O valor foi apreendido pela PF na manhã desta terça-feira (05) na Operação Tesouro Perdido, nova fase da “Cui Bono?”. A ação fez buscas em um imóvel em Salvador e foi autorizada pela 10ª Vara Federal de Brasília.

Para a comentarista Vera Magalhães, Geddel vai dizer que o dinheiro não era dele.

“Vamos lembrar que ele tinha sido preso quando Lúcio Funaro disse que entregava malas de dinheiro in loco para Geddel. Agora isso casa. Você tem o depoimento de um colaborador que tem uma prova ‘valiosa’. Geddel vai ter que se desvencilhar dessa dinheirama de alguma maneira. Ele pode querer se tornar um colaborador para tentar terceirizar essa dinheirama”, diz Vera.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: