Ideia de antecipar saída de ministros que disputarão eleições é natimorta

  • Por Jovem Pan
  • 15/11/2017 08h39

Valter Campanato/Agência Brasil

Segundo quatro ministros contatados pela comentarista Vera Magalhães, a ideia que provoca a ira destes é de Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência)

Diante da decisão do presidente Michel Temer sobre a saída de ministros, que irão disputar as eleições de 2018, até dezembro, muito se fala em quem seria o responsável pela ideia.

Segundo quatro ministros contatados pela comentarista Vera Magalhães, a ideia que provoca a ira de ministros é de Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), que é chamado por todos de “Rei do Brasil”. Ele é execrado como monarca tardio e dizem que ele faz isso para aumentar seu poderio no Ministério.

A verdade é que os ministros querem permanecer até abril do ano que vem, prazo limite na lei eleitoral para que ministros que irão disputar cargos se desincompatibilizem de suas pastas.

A ideia de antecipar saída de todo mundo é natimorta. A pista começou a ser dada pela entrevista do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ao Jornal da Manhã, nesta terça-feira (14). Quando ele disse que quem nem tem certeza se vai disputar eleições não sai agora, mas só em abril. Todo mundo quer ficar até o último momento.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: