Em primeiro ato público do ano, o ex-presidente Lula afirmou que, se necessário, será candidato à Presidência em 2018. A declaração foi dada durante o 29º Encontro Estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), em Salvador, na Bahia. 

"Se preparem, porque, se necessário, eu serei candidato à Presidência. Se eu for candidato, é para a gente ganhar as eleições desse país", disse Lula, a uma plateia que usava bonés vermelhos com a inscrição "Estamos com Lula". 

A comentarista Vera Magalhães coloca em questão, no entanto, que uma candidatura de Lula poderia servir como defesa para uma eventual denúncia.

“A candidatura do Lula à presidência ou a necessidade de lançar isso como fato consumado é para que ele não possa se tornar réu em uma eventual denúncia”, avaliou Vera Magalhães.

Segundo a comentarista, Lula poderia alegar, caso se tornasse réu enquanto candidato para 2018, que a condenação seria uma tentativa política de tirá-lo do jogo.

Confira o comentário completo: