Mandado de prisão de Lula gerou perplexidade

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2018 19h36
EFE/Joédson AlvesLula tem até esta sexta para se entregar em Curitiba. Ele será separado dos demais presos "sem qualquer risco para sua integridade moral ou física"

A colunista Jovem Pan Vera Magalhães comentou no programa O Pingo nos Is sobre o decreto de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), expedido na tarde desta quinta-feira (5).

“A própria Polícia Federal não esperava a expedição de uma ordem de prisão”, diz Vera. A ordem tão rápida do juiz Sergio Moro gerou uma “perplexidade” entre defensores do ex-presidente Lula e membros do PT.

No ofício enviado pelo TRF4 ao juiz Sergio Moro, os desembargadores descartaram a possibilidade dos embargos dos embargos, último recurso que a defesa de Lula pretendia apresentar antes de, em sua visão, esgotar-se a jurisdição de 2º grau.

Uma vez oficiado, imediatamente o juiz Sergio Moro emitiu o “prenda-se”. Lula tem até esta sexta para se entregar em Curitiba. Ele será separado dos demais presos “sem qualquer risco para sua integridade moral ou física”.

Moro, no ofício, lembra a jurisprudência do STF que manda prender em 2ª instância e faz consonância a outros julgados a respeito

Outra má notícia para Lula: Moro mandou expedir a via da multa de R$ 1 milhão. “A vaquinha (para juntar recursos a favor do ex-presidente) vai ter que ser acelerada”, comenta Vera.

Junto com o Lula vão vão para cadeia o ex-presidente da OAS Leo Pinheiro, cuja delação está empacada há dois anos, e outro diretor da empreiteira.