Planalto já admite, nos bastidores, que Imbassahy pode ser vitimado por indecisão do PSDB

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2017 08h25
Marcelo Camargo/Agência BrasilSe a conta parecer apertada, Imbassahy pode ser vitimado pela indecisão de seu próprio partido

Nos bastidores já começa a se conversar sobre eventuais negociações para que a nova denúncia contra o presidente Michel Temer seja arquivada, mais uma vez, e não siga para a apreciação do Supremo Tribunal Federal.

Assim como na primeira votação, o PSDB se mostrou dividido quase que de forma equânime, e isso pode ocorrer novamente. Mas agora, a pressão de partidos menores sobre o Governo pode vitimar o articulador político Antonio Imbassahy e mudá-lo da Secretaria de Governo para outra pasta. Se a conta parecer apertada, Imbassahy pode ser vitimado pela indecisão de seu próprio partido. Isso o Planalto já admite nos bastidores.

Maia x PMDB

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM) foi bastante explícito em sua reclamação quanto ao assédio do PMDB, por parte do senador Romero Jucá e dos ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha sobre deputados que o DEM pretendia filiar.

O DEM voltou a almejar ser grande viu uma brecha para voltar a crescer, ser governista e se diferenciar do PSDB. Mas o PMDB resolveu atravessar isso e Maia achou que foi traído e resolveu reclamar.

Isso não tem muita chance de azedar a situação do Governo na Câmara. O Planalto vai tentar contemporizar as coisas e trazer Maia de volta para o ninho, já que ele é importante neste momento de segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Casa.

Assista ao comentário completo de Vera Magalhães: