Vivemos picos com crises anuais no sistema penitenciário

  • Por Jovem Pan
  • 09/01/2018 07h45
Arquivo/Agência BrasilArquivo/Agência BrasilNesta segunda-feira (08), a ministra desistiu de entrar no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, ao ser alertada do risco de haver explosivos no local

Em novo capítulo da crise no sistema penitenciário, a presidente do STF, Cármen Lúcia, visita hoje o Tribunal de Justiça do Paraná.

Nesta segunda-feira (08), a ministra desistiu de entrar no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, ao ser alertada do risco de haver explosivos no local.

“A gente está vivendo picos com crises anuais no sistema penitenciário. A ministra Cármen Lúcia fez desses mutirões em presídios uma de suas marcas no CNJ. Não é necessária uma visita ao presídio, isso atenta contra a segurança da ministra”, diz Vera Magalhães.

Confira o comentário completo: