0:00
0:00

Assista ao vivo

Escolher primeiro da lista? Que tradição adolescente é essa?

  • Por Carlos Andreazza/Jovem Pan
  • 29/06/2017 07h55
A presidenta Dilma Rousseff reconduz ao cargo o atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot (José Cruz/Agência Brasil)José Cruz/Agência BrasilPresidente Dilma e procurador Rodrigo Janot durante cerimônia de recondução ao cargo máximo do MPF

Em tempo recorde, Michel Temer escolheu o novo procurador-geral da República. A nova, aliás. Raquel Dodge. A primeira mulher a dirigir o Ministério Público.

Ah, mas ela não foi mais votada na lista! Não. Nada obriga o presidente a escolher o procurador mais votado. Aliás, nada obriga o presidente a escolher alguém da lista tríplice – que é uma lista meramente sindical. Essa chamada tradição – que não tem mais que treze anos – não existe.

Que tradição adolescente é essa? É invenção dos governos petistas. E deu em Rodrigo Janot – que era um, manso, antes do impeachment, e que é outro hoje, valente.