0:00
0:00

Mesmo com “vitória” no STF, Dilma teve que amargar alguns discursos

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2015 20h33
Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/FolhapressEm coletiva
BRASÍLIA, DF, 07.12.2015: DILMA-IMPEACHMENT - A presidente Dilma Rousseff dá entrevista coletiva após participar de uma reunião com juristas que estão se posicionando contra o impeachment, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), nesta segunda-feira. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

O comentarista José Nêumanne Pinto fala sobre a vitória que Dilma teve no STF, em que ela foi obrigada a amargar alguns discursos importantes. O primeiro deles é o de Gilmar Mendes, que disse que não há golpe. Mas o mais eloquente e prejudicial ao pessoal da esquerda foi o do decano Celso de Mello. Ele disse que o impeachment é fundamental para a democracia. “Por incrível que pareça, na contagem dos votos finais, o presidente do Supremo reforçou esse discurso, elogiando o impeachment e tirando-o da linha de tiro daqueles que consideram um golpe”, destaca Nêumanne.

*Ouça o áudio completo