0:00
0:00

“As sete regras do Jogo” mostra que nem tudo se perdeu na literatura

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2015 19h41

“As sete regras do Jogo” é o novo livro do poeta e romancista Miguel Jorge, que vive em Goiânia, livro publicado pela Editora Kelps, de Goiânia. Miguel Jorge é um grande escritor deste país que também se dedica à poesia.

E neste livro que tem a apresentação do poeta Ronaldo Cagiano e David Oscar Vaz essa poesia, mais uma vez, dá prova que nem tudo se perdeu na literatura deste país destroçado.

Uma grande declaração de amor, mas esse amor amplo, a todas as coisas, à vida, o que se constrói, ao que se caminha.

Miguel Jorge neste “As sete regras do Jogo” mostra ser um poeta da palavra mais veemente, dessa poesia que se arranca do chão e da existência. Como diz Ronaldo Cagiano, uma visão do amor, dos sonhos, das utopias, dos sentimentos, da solidariedade.

E é assim mesmo este poema feito num jogo muitas vezes sem retorno. Como diz o próprio poeta Miguel Jorge: Há um constante sentido de amor no ar/ As vendas postas sobre a mesa/ Secas as águas, o sal, o feeling das festas/ Na branca pele das palavras.