0:00
0:00

Advogado de Temer protocola a defesa contra a denúncia. Quais os próximos passos?

  • 05/07/2017 19h18
Agência EFEO presidente da CCJ da Câmara afirmou que o parecer da comissão sobre a denúncia da PGR contra Michel Temer pode ser apresentado na próxima segunda-feira
O advogado do presidente Michel Temer protocolou nesta quarta-feira, 05, na Câmara dos Deputados, a defesa contra a denúncia de corrupção passiva da Procuradoria-Geral da República. O documento foi entregue pelo criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira na Câmara dos Deputados. O advogado de Temer reiterou que a gravação é tecnicamente duvidosa e as provas são seletivas: “Fizeram uma prova unilateral e digo mais, uma prova seletiva. Selecionou só o que interessava para a acusação.”
Agora, a CCJ terá até cinco sessões do plenário para discutir e votar um parecer, elaborado por Sérgio Zveiter (PMDB-RJ).  A decisão foi do presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Rodrigo Pacheco. O presidente da CCJ da Câmara afirmou que o parecer da comissão sobre a denúncia da PGR contra Michel Temer pode ser apresentado na próxima segunda-feira.
A jornalista Vera Magalhães analisa a defesa de Michel Temer: É uma defesa que mescla a linha jurídica e política, mas principalmente jurídica. Ela tem 11 capítulos e, nesses 11 capítulos ela procura desmontar as acusações do Procurador-geral da República, Rodrigo Janot.”
Já Carlos Andreazza coloca a delação premiada em debate. “Há motivos, e é lamentável, para se desqualificar o instituto da delação premiada. Pelo modo como ele tem sido usado ultimamente, uma perversão da delação premiada.”
Para Marcelo Madureira, a defesa quer atacar a delação premiada de Joesley Batista. “Usam o subterfúgio jurídico para, de certa forma, no mínimo, diminuir o valor do que Joesley entregou.”
Confira o debate completo no 3 em 1: