0:00
0:00

Aécio destitui Jereissatti da presidência interina do PSDB: quais as consequências?

  • Por Jovem Pan
  • 09/11/2017 20h39

Antônio Cruz/Agência Brasil

Tasso assumiu interinamente o comando do partido em maio, após Aécio se licenciar do cargo por ter sido gravado pedindo 2 milhões de reais a Joesley Batista
O senador Aécio Neves destituiu o também senador Tasso Jereissati da presidência interina do PSDB.
Aécio argumentou que quer “isonomia” na disputa pela presidência do PSDB. Isso porque Tasso concorre ao cargo com o governador de Goiás, Marconi Perillo.
Tasso assumiu interinamente o comando do partido em maio, após Aécio se licenciar do cargo por ter sido gravado pedindo 2 milhões de reais a Joesley Batista.
No 3 em 1 desta quinta-feira, 9, Patrick Santos mediou debate entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira, que discutiram sobre o assunto.
Vera definiu o PSDB como o partido Sonrisal, aquele que dissolve na água. Madureira também entrou na brincadeira e lembrou da parábola do escorpião e do sapo na beira do rio. Aécio Neves seria o escorpião. Andreazza, por sua vez, destacou que o grande beneficiado com essa mudança é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.