No 3 em 1 desta segunda-feira, 20, discutiu-se as repercussões da operação da Polícia Federal, intitulada "Carne Fraca", que investiga a atuação de frigoríficos para adulterar a carne produzida, a fim de burlar a fiscalização. 

O presidente Michel Temer defendeu o sistema brasileiro de fiscalização sanitária e afirmou que as irregularidades são casos isolados. No domingo, 19, o peemedebista levou empresários e embaixadores para uma refeição em uma churrascaria, em Brasília.

Quem também se defendeu foi o garoto-propaganda da Friboi, Tony Ramos. Em entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan, o ator afirmou que acompanhou a operação "Carne Fraca" com "susto, estupor e absoluta surpresa". Ele garantiu que continua confiando na marca, mas prometeu aguardar novas informações oficiais para decidir o futuro. 

Vera Magalhães cobrou o esclarecimento da Polícia Federal sobre informações divulgadas durante a operação. Carlos Andreazza apontou que o brasileiro se tornou refém do "espetáculo" das operações da PF. Para Marcelo Madureira, a sociedade brasileira teve os valores destruídos. 

Confira o debate completo no 3 em 1: