0:00
0:00

Geddel Vieira Lima volta a ser preso: mais uma preocupação para Michel Temer?

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2017 19h44
Valter Campanato/Agência BrasilA Polícia Federal encontrou digitais de Geddel no "bunker" onde estavam escondidos R$ 51 milhões em espécie

Nesta sexta-feira, 8, a Polícia Federal voltou a prender preventivamente o ex-ministro do governo de Michel Temer, Geddel Vieira Lima, do PMDB. Ele cumpria mandado de prisão domiciliar em Salvador desde julho, quando foi preso no âmbito da operação Cui Bono.

A Polícia Federal encontrou digitais de Geddel no “bunker” onde estavam escondidos R$ 51 milhões em espécie. Impressões do ex-ministro também foram achadas no próprio dinheiro e nas caixas e malas.

Em delação premiada, o doleiro Lúcio Funaro, apontado como operador do PMDB, disse ter entregue R$11,4 milhões em dinheiro vivo a Geddel.

No 3 em 1, Patrick Santos mediou debate entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira, que discutiram sobre os reflexos da prisão de Geddel no governo de Michel Temer.

Vera destacou que o ex-ministro é um dos principais aliados do presidente Michel Temer. Para ela, a prisão vai fazer Geddel falar.

Andreazza disse que a prisão domiciliar não era funcional, já que o peemedebista chegava em 12 minutos ao apartamento onde a fortuna estava escondida, em Salvador.

Madureira afirmou que R$ 51 milhões é pouco em função das quantias desviadas por políticos.

Confira o debate completo no 3 em 1: