Justiça da Argentina quer Cristina Kirchner presa: é possível comparar com Lula?

  • Por Jovem Pan
  • 07/12/2017 19h00

Agência EFE

A ex-presidente é investigada por traição à pátria e ocultação grave

A Justiça da Argentina pediu a retirada do foro privilegiado e a prisão da ex-presidente Cristina Kirchner, acusada de encobrir iranianos envolvidos no atentado contra a Associação Mutual Israelita Argentina, que deixou 86 mortos em 1994. A medida também visa destituir Cristina do cargo de senadora, conquistado nas eleições legislativas de outubro.

A ordem, determinada pelo juiz Carlos Bonadío, ainda atinge vários ex-funcionários kirchneristas, entre eles o ex-chanceler Héctor Timerman e o ex-secretário legal e Técnico Carlos Zannini, que já está detido. A ex-presidente é investigada por traição à pátria e ocultação grave.

No 3 em 1 desta quinta-feira, 7 , Carlos Aros mediou debate entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira, que compararam a situação na Argentina com a do ex-presidente Lula.

Vera destacou que a divisão da sociedade ao meio e as dificuldades econômicos dos governos kirchneristas são paralelas aos problemas que envolvem as gestões petistas.

Andreazza afirmou que outra semelhança entre Lula e Cristina é a forma de compor um bloco populista na América Latina.

Madureira apontou que existem relatórios que indicam que na região da tríplice fronteira existe a atuação de vários grupos terroristas.

Confira o debate completo no 3 em 1: