Michel Temer afasta vice-presidentes da Caixa por 15 dias : acertou na decisão?

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2018 20h08
José Cruz/Agência BrasilA Caixa já anunciou os nomes dos 4 interinos. O BC sugeriu que a Caixa afastasse os seus vices após investigações do próprio banco e do MPF apontarem suspeitas de corrupção e outras irregularidades envolvendo os executivos
O presidente Michel Temer decidiu afastar por 15 dias quatro vice-presidentes da Caixa, após recomendação do Banco Central e do Ministério Público Federal.
São eles:
Deusdina dos Reis Pereira (Fundos de Governo e Loterias);
Roberto Derziê de Sant’Anna (Governo);
Antônio Carlos Ferreira (área Corporativa);
e José Henrique Marques da Cruz, chefe da área de Clientes e Negócios.
A Caixa já anunciou os nomes dos 4 interinos. O BC sugeriu que a Caixa afastasse os seus vices após investigações do próprio banco e do MPF apontarem suspeitas de corrupção e outras irregularidades envolvendo os executivos.
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que caberá ao conselho de administração do banco a decisão final a respeito do afastamento definitivo. Isso porque a instituição vota na próxima sexta seu novo estatuto, que deve conferir ao colegiado poderes para nomear e exonerar os executivos. Com isso, a atribuição deixará de ser do presidente da República.
Em nota, os vice-presidentes da Caixa afastados negaram envolvimento em irregularidades.
No 3 em 1 desta quarta-feira, 17, Patrick Santos mediou um debate sobre o assunto entre Carlos Andreazza, Marcelo Madureira e Luciana Verdolin.
Madureira defendeu o afastamento de todos os vices da Caixa, não só dos 4. Verdolin lembrou que esses cargos são quase sempre oferecidos na  articulação política. E Andreazza alertou para a intenção inicial do MPF: paralisar o governo.